Governo entrega ração a piscicultores de São José de Ribamar

Piscicultores de São José de Ribamar têm agora mais um incentivo para produzir, com a entrega de quatro toneladas de ração para peixes, distribuída pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), em parceria com a Prefeitura de São José de Ribamar. A entrega foi feita na sexta, 24, pelo secretário Márcio Honaiser e o prefeito Luís Fernando.

“É uma parceria do governo Flávio Dino, através da Sagrima, com o município, exatamente no polo da Região Metropolitana, que inclui São José de Ribamar. Um dia como este é um dia de estímulo, é um dia de incentivo, que vai aumentar a nossa produção e gerar emprego e renda para os produtores rurais”, destacou o prefeito Luís Fernando.

Como parte das ações do Agropolo da Ilha, na cadeia de piscicultura, a distribuição de ração complementa a assistência técnica e gerencial, feita por meio de convênio entre Sagrima e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

entrega de ração

Para o piscicultor Amaro Alves, que já comercializa na feira municipal e na Feirinha da Ponte, este é mais um de vários passos rumo a uma produção ainda maior. “Graças a Deus a gente tem o pessoal do Agropolo com a gente, as feiras pra vender. Esse aqui é só o começo e não vai parar. A gente vai continuar trabalhando junto com o governo e pra produzir com qualidade e ter um peixe ainda melhor”, comemorou.

Durante o evento, o secretário Márcio Honaiser anunciou ainda que serão entregues barracas de feira ao município, além da ampliação da assistência técnica e gerencial realizada no Agropolo da Ilha.

“Aqui em São José de Ribamar, a gente sente que é terreno fértil para ações, a gente sente vontade de ajudar. É nosso papel dar esse apoio e ainda mais quando dá resultados como o que temos visto aqui”, observou o secretário.

No Agropolo da Ilha, são incentivadas as cadeias produtivas de horticultura e aquicultura. São mais de 250 propriedades assistidas nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar.

Luís Carlos Mendonça, piscicultor, conta que a assistência dada no Agropolo mudou a vida dele e da família. “A gente estava abandonado, com o Agropolo voltamos a produzir e hoje consigo o sustento da minha família. Instalaram uma placa solar na minha propriedade, que diminuiu minha conta pra menos da metade e também a assistência que acompanha minha produção, meus gastos. Hoje quero que essa ajuda chegue a cada vez mais gente”, disse.

Agropolos

O objetivo dos agropolos é desenvolver os potenciais produtivos das várias regiões do estado. Em parceria com produtores, sindicatos, instituições financeiras, de ensino e pesquisa, são realizadas ações para aumento da produção, difusão de novas tecnologias e incentivo à agroindustrialização e comercialização de produtos maranhenses.

O Programa Agropolos interage com o Programa Mais Produção ao implantar ações das 11 cadeias produtivas prioritárias nas propriedades assistidas, de acordo com a vocação de cada região do estado.