Mais Produção

APRESENTAÇÃO

O Programa ‘Mais Produção’ é uma iniciativa inédita do Governo do Maranhão, que reúne ações de diversas secretarias ligadas ao setor produtivo. Seu objetivo é promover o adensamento das cadeias produtivas e dos arranjos produtivos locais em diferentes escalas (pequenos, médios e grandes) e em várias regiões do estado, agregando valor aos produtos maranhenses e gerando mais riqueza, emprego e renda.

O programa define 10 cadeias produtivas prioritárias (feijão, arroz, mandioca, carne e couro, ovinocaprinocultura, leite, avicultura – caipira e industrial, piscicultura, hortifruticultura e mel) a serem trabalhadas com foco no abastecimento do estado e na busca pela autossuficiência.

As ações previstas no programa estão sendo executadas por meio do Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (Sepab) e são voltadas para o fortalecimento da produção agropecuária no estado. São R$ 62.146.244,74 em investimentos no setor produtivo.

Nesta primeira etapa, 5.322 propriedades em 111 municípios serão beneficiadas com Unidades de Referência de Produção (URPs), assistência técnica e extensão rural (ATER), capacitação técnica e de gestão, aquisição de equipamentos, recuperação de estradas vicinais para escoamento da produção e diversas medidas aplicadas especificamente a cada cadeia, contemplando as etapas de produção, beneficiamento e processamento, agroindustrialização, distribuição e comercialização dos produtos.

 

SISTEMA ESTADUAL DE PRODUÇÃO E ABASTECIMENTO- SEPAB
Criado pelo Decreto nº 30.851, de 11 de junho de 2015Objetivo: coordenar o conjunto de ações integradas na agricultura, pecuária, pesca e aquicultura, com foco no abastecimento, em todo o território estadual.Secretarias componentes do SEPAB:

Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária – SAGRIMA

Secretaria de Estado da Agricultura Familiar – SAF

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social – SEDES

Secretaria de Estado de Indústria e Comércio – SEINC

Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária – SETRES

 

 

Cadeias Produtivas

Refere-se a um conjunto de atividades que se articulam progressivamente desde os insumos e equipamentos básicos da atividade agropecuária, passando pela produção agrícola, pecuária e pesqueira, beneficiamento e processamento, até o produto final, incluindo a distribuição e comercialização, constituindo-se em elos de uma corrente.

 

CONCEPÇÃO DO PROGRAMA

O ‘Mais Produção’ foi elaborado a partir da consolidação de estudos e diagnósticos já existentes sobre as cadeias e arranjos produtivos, aliada aos diálogos com atores envolvidos em cada cadeia, como produtores, sindicatos, agroindústrias e instituições públicas e privadas.

De posse dessas informações, o Sepab elaborou planos de ação específicos para cada cadeia produtiva, levando em consideração as peculiaridades de cada cadeia e das diferentes regiões do estado, além de iniciativas que contemplam todo o setor produtivo.

 

PESQUISA E GERAÇÃO DE CONHECIMENTO

Em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão, o programa Mais Produção investe também na geração de conhecimento relacionado ao setor.

Nos Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMAs), serão ofertados cursos que abordam essas demandas e promovem o estudo mais aprofundado das cadeias produtivas.

Por meio da Fapema, serão concedidas bolsas a pesquisadores que abordem temas relacionados ao setor, além da realização de oficinas de nivelamento, seminários e mesas de diálogo com estudantes, orientadores, gestores e o SEPAB.

 

DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS PARA OS PRODUTORES

Um dos grandes objetivos do Mais Produção é promover a evolução tecnológica da produção agropecuária do estado, transmitindo para os produtores nova formas de manejo, variedades de sementes, melhorias genéticas no gado e outras iniciativas.

O Governo do Maranhão assinou Termo de Cooperação Técnica com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropécuária (Embrapa), para realização de parceria nessa transferência de tecnologias em diversas cadeias, como arroz, leite e avicultura.

 

CRÉDITO FINANCEIRO

O financiamento rural para custeio, investimento ou comercialização é fundamental para cobrir despesas dos ciclos produtivos e para permitir que o produtor cresça, investindo em equipamentos e insumos.

Por isso, o programa Mais Produção vem articulando com os bancos o aumento da disponibilidade de linhas de crédito para o setor, além da renegociação de dívidas, por meio de leilões de recuperação de crédito. Tudo para que o pequeno produtor tenha recursos para crescer.

 

CADEIAS PRODUTIVAS PRIORITÁRIAS